Via Senior

Podemos ajudá-lo?

Ligue (+351) 211 336 440

Como escolher o Telemóvel ou Smartphone Sénior Ideal

Partilhar

Não é fácil escolher um telemóvel ou smartphone sénior. Falo por experiência própria que há pouco tempo tive de (mais uma vez) escolher um para a minha avó. Apesar de existirem diversas características a ter em conta na escolha, muitas vezes cometemos o erro de achar que todos os telemóveis ou smartphones são iguais, porque têm todos o mesmo sistema e todos fazem o mesmo. O que não é verdade. E as várias ofertas existentes tornam o processo de escolha difícil e pouco fiável.

Em primeiro lugar e o mais importante de tudo é saber para quem vamos comprar. Não é o mesmo escolher um equipamento para uma pessoa de 70 anos do que para uma de 90 anos. Depois devemos também considerar qual será a sua utilização. A grande maioria de nós quer que seja o mais simples de usar, que o som em chamadas seja alto e de preferência que as teclas e as respetivas letras sejam bem grandes e visíveis. Mas também existe um público sénior com conhecimentos básicos suficientes para aderir a novas tecnologias.

Escolher um telemóvel é mais simples que um smartphone, mas não devemos partir do princípio que todos servem da mesma forma para aquilo que queremos (que os nossos Pais ou Avós nos atendam as chamadas ou usem o equipamento para ligar a algumas pessoas pré-definidas). Para além disso, muitos fabricantes montam componentes de baixa qualidade, o que lhes permite oferecer telefones mais baratos. Em todo o caso, devemos considerar pelo menos:
  • formato (se telefone normal clássico ou concha). O primeiro apresenta a vantagem de ser mais prático na utilização enquanto o segundo permite ter o ecrã protegido e a facilidade que apresenta para atender ou terminar chamadas apenas abrindo a tampa.
  • O tamanho do ecrã. Quanto maior for, mais fácil será ler o texto e até aumentar as letras no ecrã. O normal são ecrãs a partir das 2 polegadas.
  • som, tanto do toque de chamadas como o volume. Atenção que muitos têm um volume baixo e um volume insuficiente.
  • Botão de emergência dedicado. A maior parte dos telemóveis que se apresentam como sendo para seniores, já dispõem desta funcionalidade. Permitem ao utilizador escolher um contacto de emergência que, ao premir o botão, realiza de imediato uma chamada para essa pessoa escolhida.
  • Agenda com contactos favoritos. Desta forma o utilizador pode definir por ordem quais os contactos favoritos ou também atribuir números de marcação rápida (no teclado).
  • Compatibilidade com aparelhos auditivos. Muitos já dispõem esta funcionalidade o que permite assim desfrutar de um áudio amplificado e de melhor qualidade para quem usa aparelhos auditivos.
  • Funcionalidades avançadas como acesso ao email ou whatsapp. Existem modelos que dispõem destas funcionalidades. Para os utilizadores que querem ter estas funções, mas não querem a complicação de um smartphone.
  • Base de carregador incluída. Permite simplesmente colocar o telefone numa base e carregar diretamente sem necessidade e complicação de conectar cabos.
Já para os utilizadores que gostam de tirar ou receber fotografias dos familiares e amigos (por exemplo daquela festa a que não puderam ir), de navegar na internet para ver aquela notícia ou vídeo, ou até de usar funcionalidades avançadas como a medição do estado de saúde, o smartphone é a opção ideal. Mais do que alguns conhecimentos básicos, o uso desse smartphone requererá sobretudo uma aprendizagem mínima (dada por pessoas com conhecimento, disponibilidade e habilidade para ensinarem este público específico). Neste campo, existem então dois sistemas operativos no mercado. O sistema iOS comercializado pela Apple e o sistema Android distribuído por várias marcas:
  • iOS (iPhone). Apresenta a facilidade de uso, milhares de aplicações bem desenvolvidas, além de um suporte técnico de excelência com várias lojas representantes em Portugal.
  • Android. Aqui, a escolha é mais ampla pela variedade de oferta de fabricantes.

Outros factores a ter em conta:

  • Tamanho ecrã. Existem vários modelos com ecrãs superiores a 5,5 polegadas. Ganhando em relação aos telemóveis normais.
  • Escolha da marca. Ainda que todos tenham o mesmo sistema é importante escolher um fabricante de confiança, que tenha equipamentos robustos e que tenha boa rede de suporte técnico em caso de avaria.
  • Características técnicas devem ser consideradas. Isto porque geralmente os modelos mais baratos montam componentes de fraca qualidade o que resulta numa má experiência de utilização e uma deterioração e resistência muito inferiores.

As minhas sugestões:

Para telemóveis, recomendo a marca DORO. É um fabricante especializado apenas na área de telemóveis para seniores, e dispõe de uma gama variada de modelos, desde os telefones mais básicos até a telefones mais avançados e smartphones. Dispõe de uma boa rede de suporte e são muitas vezes vendidos em lojas de dispositivos médicos para quem tenha problemas auditivos ou visuais.

Para os utilizadores que preferem os smartphones, recomendo a Motorola. É um fabricante conhecido por muitos com longa história dentro do sector. Dispõe de uma ampla gama de modelos mais simples a modelos mais avançados. Conta com uma experiência Android simplificada, excelente autonomia e muito simples de utilizar.
Quer ajuda na escolha do seu novo telemóvel ou smartphone e gostava de o entregar já configurado a um Amigo ou Familiar Sénior? Contacte-nos para uma ajuda personalizada [email protected]

×

VIA SÉNIOR - Um futuro lado a lado

×
Ligue-nos 211 336 440