Via Senior: Encontre a Residência Sénior mais Adequada

Podemos ajudá-lo?

Ligue (+351) 211 336 440

Apoio Domiciliário ou Lares e Residências Sénior? Qual a Melhor Opção?

Partilhar

À medida que vão envelhecendo, as pessoas idosas precisam de tratamentos médicos constantes e de serviços assistenciais e a casa pode tornar-se um grande inimigo para o seu estado de saúde.

Isto porque existem muitos riscos em casa que podem levar a quedas indesejadas. Cerca de um terço dos idosos que vivem em casa caem pelo menos uma vez por ano.

A decisão de colocar um familiar idoso em apoio domiciliário ou lares e residências sénior é complexa e exige uma reflexão cuidadosa. Uma das questões que gera mais ponderação é a decisão de escolher ir para um lar ou ficar em casa o máximo de tempo possível durante o processo de envelhecimento.

Não existem decisões perfeitas, cada situação implica sempre escolhas mais ou menos difíceis e a decisão deve ser ponderada, tendo em conta todos os aspetos negativos e positivos de cada uma das opções.

É necessário considerar vários fatores e situações antes de tomar a decisão, porque seja ela qual for, vai ter impacto na saúde de bem-estar do idoso.

Quando é possível ao idoso tomar decisões sobre a sua própria situação, deverá ser ele a fazer a escolha sobre qual o cuidado e de que forma vai ser feito.

Apoio Domiciliário
O apoio domiciliário facilita a permanência do idoso na sua casa, mais próximo da família e num ambiente que ele conhece. A mais valia deste serviço, que é feito por ajudantes familiares ou profissionais de saúde credenciados, é que é personalizado, respondendo às necessidades específicas de cada idoso. É feita uma avaliação inicial ao domicílio que elabora e apresenta um plano de assistência personalizado e o respetivo orçamento.

O apoio domiciliário é geralmente menos dispendioso do que os cuidados fora de casa, no entanto, podem não ser tão seguras como as instalações de cuidados de saúde, que têm segurança e pessoal disponível 24 horas por dia.

Vantagens
– Os tratamentos são realizados no conforto do lar
– Evita as deslocações múltiplas a locais ou clínicas com serviços especializados
– Mais privacidade e conforto
– Manutenção de tudo o que é familiar como os seus familiares
– Maior vigilância e segurança do idoso
– Alimentação personalizada e preparada em casa
– Visitas de familiares e amigos sem a necessidade de cumprir horários
– A recuperação da saúde tende a ser mais rápida e eficiente quando acontece em casa

Lares e Residências Sénior
Os Lares e Residências Sénior são um espaço utilizado como alojamento para um conjunto de pessoas idosas, que estão em situação de risco de perda de autonomia, de forma temporária ou permanente. Geralmente têm uma grande variedade de profissionais, desde médicos e enfermeiros, a assistentes e animadores socioculturais. Estes profissionais podem cuidar do utente 24 horas por dia. Podem desempenhar funções médicas e não médicas.

Vantagens
– Promover a socialização do idoso 
– Prática de várias atividades
– A
ssistência médica regular com vários profissionais de saúde
– Preparação de refeições personalizadas por um nutricionista
– Adaptação do espaço físico às necessidades de mobilidade

Atividades para Idosos em Lares e Residências Sénior

Os Lares e Residências Sénior são projetados para fornecer cuidados médicos e assistência aos pacientes 24 horas por dia num ambiente residencial. Por esta razão, muitas famílias que sentem que os cuidados a tempo inteiro são necessários optam pela assistência nestas instituições, uma vez que oferecem um leque de serviços aos residentes e tranquilizam os familiares e amigos.

O apoio em casa pode ser uma boa opção enquanto o idoso mantém alguma autonomia e só precisa de ajuda com as tarefas domésticas, mas quando o nível de dependência aumenta, um lar pode ser a solução mais económica porque oferece um serviço mais completo.

Por outro lado, os lares e residências sénior podem apresentar serviços que têm que ser pagos à parte, fora da mensalidade, o que pode conduzir a um aumento considerável da despesa e nesse caso, o apoio domiciliário pode ser a melhor solução.

Ou o contrário, quando há um agravamento das condições de saúde, o apoio domiciliário pode não ser suficiente.

O mais importante, contudo, é que tanto a família como o idoso, se tiver a capacidade para tal, devem decidir em conjunto qual a opção mais viável financeiramente, não descurando o que é mais adequado e a segurança.

No momento da decisão devem ser ponderados vários fatores como, a capacidade da família para cuidar do idoso desde a disponibilidade de tempo à financeira e ao tipo de cuidados exigidos, ou até a vontade do próprio idoso.

Tem dúvidas? Ligue, faça um pedido ou envie um e-mail e iremos atendê-lo de forma personalizada, sem compromisso e de forma totalmente gratuita. Não perca mais tempo!

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.
×

Via Senior  - Um Futuro Lado a Lado

×
Ligue-nos 211 336 440