Via Senior: Encontre a Residência Sénior mais Adequada

Podemos ajudá-lo?

Ligue (+351) 211 336 440

Importância da Psicologia no Idoso

Partilhar

Com o envelhecimento, surgem uma série de alterações emocionais, psíquicas, físicas e sociais. A forma com que o idoso lidará com essas questões contribuirá de forma positiva ou negativa para a sua qualidade de vida. Porém, nem sempre é fácil assimilar, trabalhar e aceitar todas as transformações sozinho.

Em Portugal, 26,6% da população tem mais de 65 anos, mas até 2050 esse valor deverá ultrapassar os 40%.

Conflitos e crises podem ser desencadeados por alguns fatores comuns da velhice. O idoso poderá desenvolver quadros depressivos, transtornos de ansiedade, vícios, entre outros problemas emocionais e psicológicos.

O psicólogo está preparado para orientar a pessoa idosa neste processo de descoberta e de adaptação. Pode contribuir para responder adequadamente aos desafios que o envelhecimento da população coloca.

Tendo em conta a sua formação e conhecimento sobre o comportamento ao longo do ciclo de vida, os aspectos cognitivos do envelhecimento e o impacto psicológico e social do processo de envelhecer, os psicólogos são profissionais preparados para desempenhar um conjunto diverso de papéis em diferentes contextos de vida dos idosos.

Por um lado, os psicólogos podem contribuir para um envelhecimento ativo, ou seja, para rentabilizar o potencial desta fase da vida e promover um estilo de vida ativo, saudável e em que haja envolvimento social com a comunidade e que permita manter e melhorar a qualidade de vida.

Por um lado, podem contribuir para um envelhecimento ativo, ou seja, para rentabilizar o potencial desta fase da vida e promover um estilo de vida ativo, saudável e em que haja envolvimento social com a comunidade e que permita manter e melhorar a qualidade de vida.

Por outro lado, podem ajudar a compreender e a intervir nos problemas que a solidão, o isolamento, a demência e a depressão causam aos idosos. Assim como envolver-se no desenho e implementação de sistemas de gestão e monitorização da saúde que permitam prevenir e tratar a dor e a doença.

Segundo a Ordem dos Psicólogos Portugueses os psicólogos que intervêm no envelhecimento possuem competências para realizar:
– Avaliação. Entrevista clínica; observação do comportamento; testes psicológicos para avaliação do funcionamento mental e cognitivo; avaliação das capacidades funcionais e de tomada de decisão; avaliação do risco (ex. abuso de idosos, ideação suicida);
– Intervenção. Psicoterapia individual, familiar ou de grupo; prevenção e promoção da Saúde Psicológica; intervenção em diversos contextos;
– Consultoria. Com famílias, profissionais, agências de serviços, comunidades, sistema legal; formação de outros profissionais; participação em equipas interdisciplinares; desenvolvimento e avaliação de programas;
Investigação sobre os processos, fatores e resultados do envelhecimento.

O apoio da família é também fundamental para que o idoso se sinta acolhido e para que se preserve o sentimento de pertença. Esse suporte certamente motivará o idoso a manter boas expectativas e a reagir de forma positiva.

Tem dúvidas? Ligue, faça um pedido ou envie um e-mail e as Assistentes Sociais da Via Senior irão atendê-lo de forma personalizada, sem compromisso e de forma totalmente gratuita. Não perca mais tempo!

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.
×

Via Senior  - Um Futuro Lado a Lado

×
Ligue-nos 211 336 440